COLÉGIO CORTE REAL https://colegiocortereal.pt Dare Communitate Wed, 30 Sep 2020 17:06:47 +0000 pt-PT hourly 1 https://colegiocortereal.pt/wp-content/uploads/2016/02/Favicon-1-45x45.png COLÉGIO CORTE REAL https://colegiocortereal.pt 32 32 O Tempo de Estudo Autónomo https://colegiocortereal.pt/o-tempo-de-estudo-autonomo/ Mon, 23 Nov 2020 17:39:12 +0000 https://colegiocortereal.pt/?p=3434 O Tempo de Estudo Autónomo (TEA) é um momento de trabalho diário na nossa sala.

É um tempo de treino, estudo e superação de dificuldades. É um momento em que responsabilidade e autonomia são as palavras de ordem e sempre que precisamos de ajuda, temos de nos suportar no nosso grupo, pedir ajuda a um colega, avançar para a tarefa seguinte e respeitar o plano de trabalho para aquele momento. Quando o professor está a trabalhar com um colega, já sabemos que não podemos interromper! Este ano, o registo “preciso de ajuda” tem sido uma forma organizada de escrever as nossas dúvidas, ao mesmo tempo que tem permitido uma melhor gestão do tempo de apoio do professor, porque, entre todos, combinamos quem vai ajudar quem.

Começámos o tempo de estudo autónomo num registo coletivo. Foi importante para nos reorganizarmos como grupo e percebermos quais os propósitos do TEA na nossa sala. Os momentos de balanço semanais foram essenciais para reforçar o sentido de responsabilidade e construir um referencial comum de como devemos trabalhar em TEA. Ao longo de quatro semanas analisámos o gráfico correspondente ao trabalho realizado e registámos conclusões. 

Nem todos terminaram as tarefas do TEA (R.G.)

Melhorámos em comparação com a semana anterior e mais meninos terminaram as tarefas na sala (M.N.)

Ainda há meninos que se esquecem de assinalar as X quando fazem as tarefas. Temos de assinalar logo (G.M.)

Eu preciso aproveitar melhor o tempo na sala para terminar todos os trabalhos aqui (G.C.) 

Na quinta-feira achei que não ia conseguir terminar o cálculo mental mas depois esforcei-me e consegui (A.R.)

Quando precisamos terminar tarefas em casa temos de levar todos os materiais para casa (T.A.)

Esta semana conseguimos aproveitar melhor o tempo (G.G.)

Estes são momentos de constatação, de prestação de contas ao grupo e de tomada de consciência, em que cada um se dispõe a superar-se e a evoluir nas aprendizagens. Os instrumentos de pilotagem permitem esta reflexão e ajudam-nos na regulação do grupo, dando-nos uma visão coletiva das produções da turma: os ficheiros realizados, os livros lidos, os textos escritos e tantas outras tarefas.

Nesta fase, já nos organizamos em tempo de estudo autónomo com base num plano individual de trabalho (PIT). Este é um instrumento que cresce com o grupo, acomodando diferentes momentos do trabalho realizado ao longo de cada semana: a minha tarefa, os meus compromissos, as apresentações de produções que fiz ou as pesquisas que realizei. 

Estamos a crescer uns com os outros e a progredir no currículo. Crescemos mais num ambiente em que a aprendizagem se constrói a partir do que já sabemos, em cooperação.

Isa Gomes & Andreia Bernardo

 

]]>
Plano de Ensino @Distância https://colegiocortereal.pt/plano-de-ensino-distancia/ Sun, 22 Nov 2020 19:54:38 +0000 https://colegiocortereal.pt/?p=3453 O presente documento tem como objetivo sistematizar e recontextualizar as medidas de E@D mobilizadas pelo Colégio Corte Real para os alunos do 1º Ciclo, na sequência do encerramento dos estabelecimentos escolares devido à situação epidemiológica da doença COVID-19. Neste sentido, a recontextualização das medidas a aplicar ao longo do ano letivo 2020/21 ancorará, por um lado, na reflexão sobre a eficácia das medidas de emergência já colocadas em marcha.

O que se propõe é partir do referencial base que enquadra o processo de ensino e aprendizagem presencial do Colégio Corte Real, para uma resposta que, não só, amplie as potencialidades do plano, mas também, que seja capaz de responder aos desafios  da aprendizagem não presencial e mista e sua alternância. O conhecimento adquirido na sequência do confinamento geral e a consequente implementação de um conjunto de medidas que permitissem dar continuidade ao processo de ensino e aprendizagem das crianças, associado ao nosso alinhamento em termos de opções pedagógicas constituirão, assim, os alicerces para a estruturação de uma resposta não presencial consistente e flexível adaptada a uma realidade caracterizada pela sua volatilidade e imprevisibilidade

Conheça o Plano de Ensino@Distância do Primeiro Ciclo, no Colégio Corte Real, aqui.

]]>
Até amanhã, Dorme Bem…! https://colegiocortereal.pt/ate-amanha-dorme-bem/ Sun, 25 Oct 2020 16:11:50 +0000 https://colegiocortereal.pt/?p=3417 Aprender a adormecer sozinho

Um sono saudável tem um papel essencial no desenvolvimento da criança e vital para a sua capacidade de aprender, regular as suas emoções e comportamentos. Esta é provavelmente uma lição da qual nenhuma família tem dúvidas. 

É igualmente certo e sabido que noites ou sestas mal dormidas resultam quase sempre numa maior irritabilidade, mau-humor, choro frequente, dependência em relação aos cuidadores ou dificuldades em estar sozinho. 

Aprender a adormecer sozinho e criar rotinas de sono estáveis e equilibradas pode fazer parte da solução de um noite mais descansada para toda a família, em especial para os mais pequenos. 

Dormir ou adormecer sozinho é de facto um hábito que se aprende, tal como comer, falar, andar…E qual é o pai ou mãe que não gosta de ver o seu filho a aprender…? Alguns estudos mais recentes na área do sono indicam-nos que bebés que adquirem a capacidade de adormecer sem a presença do adulto perto das 6 semanas de idade aumentam a probabilidade de manter esse hábito a longo prazo. 

É claro que qualquer idade é boa aprender… mas, já nos diziam os antigos, é desde pequenino que se torce pepino. Assim, desde cedo é importante que o bebé seja educado a ser deitado acordado e não a dormir e as rotinas têm aqui um papel fundamental. 

Aprender a dormir… o que posso fazer durante o dia:

– Reduzir  ligeira da iluminação natural, mantendo os ruídos habituais da casa / escola;

– Estabilizar o padrão de sono do bebé (mantê-lo mais tempo acordado durante o dia, não faz com que durma mais durante a noite);

– Evitar a ingestão de alimentos com açúcar após o lanche.

Aprender a dormir… o que posso fazer quando a noite chega:

– Criar uma rotina estável que anteceda a ida para a cama (lavar os dentes, vestir o pijama, ler uma história);

– Interagir com o bebé / criança tranquilamente;

-Promover um horário regular de deitar o bebé todos os dias incluindo os fins de semana;

-Evitar adormecer o bebé ao colo, deitá-lo com o seu objeto de transição (boneco, chupeta)

– Evitar adormecer num local que não seja a própria cama;

– Evitar a utilização de ecrãs (televisão, telemóvel, tablet) após o jantar. 

Até amanhã… Durmam bem!

Artigo escrito por….
Marta Marques - Psicóloga Educacional
Cláudia Xavier - Enfermeira Especialista em Saúde Infantil e Pediatria
Sandra Marques - Médica internista e especialista em medicina do sono. 
]]>
Roupas que Contam Histórias https://colegiocortereal.pt/roupas-que-contam-historias/ Wed, 14 Oct 2020 13:38:59 +0000 https://colegiocortereal.pt/?p=3387 Chegámos muito curiosos para desvendar os segredos do dia. O que iremos fazer? Onde iremos estar? 

O olhar atento e as mãozinhas prontas para entrar em ação, são os ingredientes chave para as descobertas que se seguem. São mãos exploradoras. Exploram o ambiente que as rodeiam das mais variadas formas. Os sentidos são postos à prova e são também os alicerces das aprendizagens e de todas as conquistas.

Devagarinho, as suas mãos pequeninas invadem o desconhecido e abraçam novos desafios. Começam a mexer e a remexer. Fazem-se misturas,  reinventam-se materiais e o faz de conta surge naturalmente através de uma imaginação muito criativa e também com o poder dos mais-que-tudo, os amigos que partilham o espaço e a brincadeira.

“Eu vou fazer a sopa preferida da minha mamã.”(D.V.)

“Isso não é sopa, é areia molhada da praia.” (R. L.)

“É a poção mágica para os dinossauros cuspirem fogo.” (A.)

São mil e uma possibilidades de ser. É a imaginação de cada criança a falar por si. É o que mais gostam de fazer, brincar ou de comer. 

Agora mais do que nunca, continuamos a privilegiar o contato com a natureza, sendo este contacto essencial e enriquecedor para o desenvolvimento das crianças. Brincar na lama, sentir a água e a terra é uma experiência tão divertida que proporciona uma série de benefícios físicos, sociais e emocionais às crianças. 

E agora deixo a questão… Quais são as melhores lembranças da sua infância? 

Proporcionar às crianças essa possibilidade de explorar as infinitas formas de brincar em contacto com a natureza, certamente vai fazer com que elas tenham uma boa resposta para esta pergunta no futuro!

Mara Gomes

 

]]>
“Eu!” Quem sou? As minhas escolhas? O que quero aprender este ano letivo? https://colegiocortereal.pt/eu-quem-sou-as-minhas-escolhas-o-que-quero-aprender-este-ano-letivo/ Fri, 09 Oct 2020 14:43:29 +0000 https://colegiocortereal.pt/?p=3401 Pais…Muito obrigada pela partilha de momentos registados pela fotografia!

Esta partilha continua a ser necessária para apoiar o discurso oral das crianças, reavivam memórias temporais e permitem que as crianças reavivam em conjunto com os seus colegas, momentos que para si foram e são muito felizes!

Esta semana fizemos o registo gráfico da partilha oral sobre o fim de semana. A ideia do “desenho” partiu da C. e da S. Recordamos as partilhas feitas e aperfeiçoamos o movimento de preensão do riscador bem como o seu pormenor.

No exterior, contemplamos a natureza e apanhamos elementos que a compõem e que servirão para dar forma à moldura que vamos elaborar sobre o “Eu” – Quem sou; As minhas escolhas e O que quero aprender este ano letivo. Aproveitamos a riqueza destes materiais e exploramos alguns conceitos de matemática – o grande, o médio, o pequeno. Fizemos contagens, organizamos de acordo os critérios que a Mara ou a Lisete iam referindo.

Esta atividade feita no exterior,  é a prova viva que não necessitamos de estar entre as quatro paredes da sala para fazermos as nossas aprendizagens.

]]>
O nosso aliado é o exterior! https://colegiocortereal.pt/o-nosso-aliado-e-o-exterior/ Wed, 30 Sep 2020 16:02:27 +0000 https://colegiocortereal.pt/?p=3347 Estamos de volta para mais um ano letivo cheio de aventuras e novas aprendizagens. Pintassilgos e Patos Brancos iniciaram um novo voo, repleto de desafios. Este ano, mais do que nunca, o exterior será um grande aliado para realizarmos propostas aliciantes, sempre em segurança.

Temos novas regras de circulação no interior do edifício. A sinalética orienta-nos para mantermos o distanciamento possível, e circularmos sempre pela direita. A lavagem das mãos é ainda mais frequente e a desinfeção com álcool gel acontece também várias vezes ao dia. Construímos novas rotinas, que facilmente nos fazem esquecer as anteriores: temos uma casa de banho só para a nossa turma, fazemos as refeições no recreio ou na nossa sala e o recreio está sempre (virtualmente) dividido e nunca nos cruzamos com os colegas do 1.º e 2.º anos. Mas ainda assim, estamos bem… muito bem!!!

Matámos saudades e os abraços foram impossíveis de evitar, o que é sempre um bom sinal!

Pouco a pouco as novas rotinas começam a estabelecer-se e a organização dos diferentes espaços começa a sentir-se. Este ano, mais do que nunca, temos de ser organizados com os nossos materiais e objetos pessoais.

No nosso caderno diários registámos as nossas expectativas para este ano letivo… o que queremos fazer e aprender, que receios, dúvidas ou medos sentimos perante este ano que já começa com tantas regras novas…

O primeiro livro trabalhado este ano foi “O Grande Livro dos Super-Poderes”, texto de Susanna Isern e ilustração de Rocio Bonilla, da Bizâncio. Cada um de nós escolheu um super poder, que serviu de inspiração para a ilustração da capa do seu caderno. Aproveitámos também para fazer um diagnóstico de Gramática.

Resolvemos o desafio matemático “As frutas da Mati”. Trabalhámos em pequenos grupos e depois partilhámos com a turma a forma como pensámos e as conclusões a que chegámos. No quadro, fizemos uma resolução coletiva para que todos chegassem às respostas certas, utilizando uma das estratégias mais adequadas. Relembrámos os conceitos de dobro e de metade, a reta numérica, a decomposição, adição e subtração.

Começámos a trabalhar com o dicionário e percebemos que serve para muito mais do que apenas descobrir o significado de novas palavras. O dicionário ajuda-nos na divisão silábica, na identificação da sílaba tónica, no reconhecimento da classe das palavras e na interiorização da ordem alfabética.

No dia 22 de setembro chegou o outono! Em pequenos grupos, explorámos o campus e recolhemos elementos da natureza. Individualmente, fizemos colagens, compondo os vários elementos. A palavra NATUREZA foi o ponto de partida para trabalharmos o campo lexical e a família de palavras.

Na área da matemática trabalhámos o cálculo mental e fizemos as primeiras explorações com o compasso.

Estamos felizes de estar de volta à escola e aos amigos e contem com novidades nossas todas as semanas!

Patos Brancos e Pintassilgos

Pf.ª Andreia Bernardo e Pf.ª Isa Gomes

 

]]>
Setembro…. Já chegaste??? https://colegiocortereal.pt/setembro-ja-chegaste/ Thu, 24 Sep 2020 10:01:06 +0000 https://colegiocortereal.pt/?p=3340 Setembro chegou outra vez, mas desta feita com algumas adaptações…

As caras estão tapadas pelas máscaras, mas os olhos são o nosso novo sorriso! Chegam novas crianças a todas as valências… Os mais velhos da creche descem para uma viagem deliciosa que é o pré-escolar! Os mais velhos do pré-escolar voam para o edifício dos “crescidos” para uma aventura única e inesquecível!

As famílias sentem-se ansiosas, preocupadas e cheias de dúvidas…. Aos poucos vão sentindo segurança e respeitam todas as indicações que são dadas…

Os pequenos, entre choros e tristezas, percebem que a família se faz de todos os que moram no meio de nós… Seja quem nos aconchega com um abraço à chegada, quem nos segreda e sossega ao ouvido, quem nos limpa uma lágrima ou nos canta uma canção.

Aos poucos, o choro dá lugar a grandes gargalhadas e finalmente sentimos que a escola voltou! Que todos estão exatamente onde deveriam estar e que juntos somos muito mais felizes!

Desejamos a todos um bom regresso, em segurança e sempre com um objetivo comum – a felicidade e bem estar diário das nossas crianças!!!

Carolina Meireles

]]>
Quero escutar o teu abraço…! https://colegiocortereal.pt/quero-escutar-o-teu-abraco/ Tue, 28 Jul 2020 09:22:48 +0000 https://colegiocortereal.pt/?p=3235 Que saudades tenho de abraçar… sentir alguém que nos abraça com tanta força, que se pendura no nosso pescoço, que encosta a cabeça no nosso ombro, fecha os olhos e diz… quero escutar o teu abraço… !

É sim deste abraço que tenho sentindo falta durante este período de confinamento: da família, dos amigos, das nossas crianças. 

Depois destes meses à distância, como podemos despedir-nos deste ano letivo, dos amigos que vão embora se não for com abraços?  

Por mais formas engraçadas que possam existir, o abraço nunca será substituível. Quando abraçamos, este é sentido no nosso olhar mesmo quando está quase tapado por uma máscara, no nosso toque confortante, no colo que acalma as nossas crianças, mostrando o nosso afeto, conforto e segurança. 

Todos os dias deparamos com gestos das crianças, como se dissessem: “tive saudades tuas”, ou “estou aqui, não estás sozinho(a)”.

Como educadora de infância do Colégio Corte Real, considero fulcral, neste confinamento, a importância de ensinar as crianças a aprender abraçar de uma forma segura, sem colocar ninguém em risco. Todo o abraço tem o seu poder mágico. Expressamos os nossos sentimentos através deste gesto que nos une. Abraçamos ao ar livre, até mesmo as árvores que nos protegem, uma fonte de beleza e energia positiva, abraçamos em várias direções…com precaução e amor!  

Paula Anes

]]>
Concurso AEC https://colegiocortereal.pt/concurso-aec/ Fri, 17 Jul 2020 14:11:25 +0000 https://colegiocortereal.pt/?p=3213 Faça parte da equipa e veja as condições para participar no procedimento concursal para fazer parte da nossa equipa e das Atividades de Enriquecimento Curricular.

O presente procedimento é realizado no âmbito da autonomia da entidade promotora das Atividades de Enriquecimento Curricular dos Agrupamentos de Escolas José Afonso e Fragata do Tejo, em parceria com a Escola Técnica Profissional da Moita, por forma a identificar os técnicos em melhor condição de prestar os serviços técnicos nas áreas da atividade física e desportiva, atividades lúdico-expressivas, música e tecnologias de informação e comunicação para as turma de 1º CEB dos agrupamentos parceiros e a atividade de desenvolvimento do Xadrez, Pastelaria, Ciências Experimentais e teatro.

Para mais informações, aceda ao documento AQUI

]]>
No Descomeço era o Verbo https://colegiocortereal.pt/no-descomeco-era-o-verbo/ Mon, 13 Jul 2020 14:20:39 +0000 https://colegiocortereal.pt/?p=3198 “No descomeço era o verbo.
Só depois é que veio o delírio do verbo.
O delírio do verbo estava no começo, lá
onde a criança diz: Eu escuto a voz
dos passarinhos.
A criança não sabe que o verbo escutar não
funciona para cor, mas para som.
Então se a criança muda a função de um
verbo, ele delira.
Em poesia que é voz de poeta, que é a voz
de fazer nascimentos –
O verbo tem que pegar delírios.”
Manoel de Barros

Para aprender com as crianças é preciso encantar-se com elas. É preciso ter a capacidade transcendente de ver o mundo pela primeira vez. Todos os dias.

É saber calar-se quando pedem respostas. É saber escutar quando se calam. É saber não agir quando dizem “não consigo”, respondendo com um sorriso ou gesto de encorajamento.

É saber errar e aprender com esses erros. É ter a humildade de pedir “desculpas” quando interrompemos os seus pensamentos por causa do tempo. É resistir ao tempo quando vemos algo “Uau” acontecer e pará-lo, congelá-lo, guardando para sempre as memórias do encantamento.

Para aprender com as crianças é preciso humildade. É preciso muita força para desconstruir muros de pré-conceitos formados e já calcificados em nós. É preciso muita coragem para assumir que somos adultos e que temos ainda tanto por aprender, tanto por descobrir com a infância!

Lara Custódio

]]>